Treino de alta ou baixa intensidade para queima de gordura? Entendendo o metabolismo e a forma como o organismo queima gordura

Treino de alta ou baixa intensidade para queima de gordura

Pesquisas mostram que existe um uma zona cardíaca ótima para queima de gordura. Acredita-se que exercícios realizados nesta zona irão maximizar a quantidade de gordura que você pode queimar, e reduzir a quantidade de tempo que você precisa para executar o treino. Existe uma crença de que a melhor faixa de freqüência cardíaca para queima de gordura é de cerca de 65% de sua freqüência cardíaca máxima, ou seja, exercício de baixa intensidade. Recentes pesquisas científicas têm descoberto uma forma mais eficaz e também mais eficiente para queimar gordura, acelerando a queima de gordura e perda de peso. As antigas teorias relativas à zona ótima da freqüência cardíaca para queimar gordura já estão desatualizadas, e estudos recentes lançado pela Universidade de NSW mostram que a utilização de treinos de intervalos (Interval Training) são mais eficazes na queima de gordura. Treinos de Intervalo de e Treinos de Intervalo de Alta Intensidade (HIIT), envolvem períodos de alta intensidade exercício, seguida de períodos de recuperação.

Treino de baixa intensidade é realizado quando o seu ritmo cardíaco é entre 60% a 65% de sua freqüência cardíaca máxima. Tais treinos são utilizados em programas para perda de peso exercício por um longo tempo, pelo seguinte motivo: à medida que você começa a exercitar-se, o seu organismo utiliza glicogênio como combustível para os músculos. Conforme você aumenta a sua intensidade, a fonte de energia prontamente disponível rapidamente se esgota, e seu corpo começa a queimar gordura como uma fonte de energia para alimentar os músculos. Enquanto você permanecer na zona de baixa intensidade da freqüência cardíaca, você continua a queimar gordura ininterruptamente.

Pesquisas já mostraram que treinos de maior intensidade, na faixa 65% a 75% de sua freqüência cardíaca máxima tem uma dupla vantagem de queimar gordura no exercício e também durante a fase de recuperação. Exercícios de baixa intensidade resultam em pouca ou nenhuma caloria sendo utilizados para efeitos de recuperação. Nos treinos de maior intensidade o corpo também tem um significativo gasto energético na recuperação (afterburn) fazendo com que mais gordura e mais calorias sejam queimadas, resultando em uma maior perda de peso.

É importante notar que o aumento da freqüência cardíaca acima de 75% da freqüência cardíaca máxima por um período prolongado de tempo, queima relativamente menos gordura pois você sai da zona de queima de gordura ótima da freqüência cardíaca, mas, devido à maior intensidade do treino, você realmente queima mais calorias, o que irá acelerar perda de peso. Sem detalhamentos muito científicos, quando você realiza exercício de baixa intensidade, seu corpo se move em atividade aeróbica, alimentado por gordura e oxigênio, por outro lado, a atividade anaeróbica alimenta-se basicamente de carboidratos. A razão para a mudança é que o organismo não é capaz de quebrar gordura rápido o suficiente, por isso utiliza-se de carboidratos como fonte de energia pois não requer oxigênio para ser convertida em energia. O principal problema com esta fonte de energia é que ácido lático é produzido. Ácido láctico é o causador da ardência em seus músculos. É difícil exercitar-se por períodos prolongados, neste intervalo.

Daremos um exemplo para explicar o motivo pelo qual você deve sair da zona cardíaca ótima de queima de gordura para maximizar a perda de peso. A porcentagem de gordura queimada pode cair (de 60% do total das fontes de combustível para 40%), mas a quantidade total de gordura queimada vai aumentar (de 60 a 180 calorias), bem como o número total de calorias irá também aumentar (de 100 a 450 calorias), resultando em rápida perda de peso, que é o objetivo final. Comparando-se a gordura queimada quando se está em repouso, durante o exercício de baixa intensidade e, em seguida, durante treino de alta intensidade, temos as seguintes observações: quando você está em repouso, estima-se que na média queima-se 60% de gordura dos combustíveis disponíveis (dependendo de sua forma física, e peso corporal total). Quando aumenta a freqüência cardíaca num treino de baixa intensidade de 65-70%, cerca de 300 calorias são queimadas. Treinos de alta intensidade utilizam apenas 40% de gordura como uma fonte de energia, porque o corpo não consegue queimar gordura rápido o suficiente para o abastecimento do combustível necessário. O ponto essencial a notar é que o total de calorias queimadas de gordura é muito maior quando você faz um treino de alta intensidade do que em um treino de baixa intensidade. Em resumo, um extra de 150 calorias (no total) serão queimadas se você usar exercício de alta intensidade em comparação ao treino de baixa intensidade, desse total, um extra de 30 calorias serão queimadas a partir de sua reserva de gordura. Observe a tabela a seguir:

Atividade

# de calorias consumidas

% de gordura

Calorias provenientes da gordura

30min em repouso

100

60%

60

30min em treino de baixa intensidade

300

50%

150

30min em treino de alta intensidade

450

40%

180

About these ads

~ por workout04 em maio 18, 2009.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: