Como medir o percentual de gordura e algumas considerações sobre os resultados

saiba-por-que-o-peso-corporal-e-gordura-corporal-nem-sempre-sao-um-indicador-de-saude

A composição corporal é o termo utilizado para descrever os diferentes componentes que, quando tomados em conjunto, formam o peso corporal de uma pessoa. O corpo humano é composto por uma variedade de diferentes tipos de tecidos, incluindo tecido magro (músculos, ossos e órgãos) metabolicamente ativo e tecido adiposo (gordura).

 

Medidas de peso corporal

 

Escalas padrão de peso corporal fornecem uma medida para o peso total, mas não determinam o percentual de massa magra vs. gordura desse peso. A  maior parte das escalas de peso dizem apenas se você pesa mais ou menos do que a média mas não se esse peso é gordura ou músculo. Baseados apenas na escala de peso, um atleta de 113kg, com 8% de gordura corporal pode ser considerado “acima do peso” por um gráfico de análise de peso padrão. Estes gráficos não são uma boa indicação do peso corporal ideal para a saúde ou para o desempenho atlético.

 

Medidas de gordura corporal

 

Existem muitos métodos de avaliação da massa magra vs. gordura de uma pessoa. Os métodos mais comuns são:

 

– Pesagem Subaquática / Pesagem Hidrostática

 

O método de análise da composição corporal em que a pessoa é pesada enquanto imersa em um tanque de água é chamado pesagem subaquática ou pesagem hidrostática Este método de determinação da composição corporal é baseado no Princípio de Arquimedes do Deslocamento que afirma:

1. A densidade de massa gorda e massa livre de gordura são constantes.

2. Tecido magro é mais denso que a água.

3. Tecido adiposo é menos denso do que a água.

4. Assim, a pessoa com mais gordura corporal irá pesar menos na pesagem subaquática.

A pesagem subaquática é considerada muito eficiente para avaliação da composição corporal, porém novos métodos mais sofisticados tendem a tornar obsoleta a pesagem subaquática.

 

– Medidas de espessura cutânea

 

Devido a pesagem subaquática ser complicada e requerer equipamento especial, a maioria dos fisiologistas utilizam medições simples das dobras corporais para determinar a gordura corporal. O American College of Sports Medicine afirma que quando realizado por profissionais treinados e qualificados, os testes apresentam uma exatidão de até 98%.

 

– Impedância bioelétrica

 

Impedância bioelétrica é um outro método de avaliação do percentual de gordura corporal. Há uma variedade de analisadores de composição corporal e gordura corporal com escalas disponíveis para uso doméstico que oferecem mais do que apenas o peso total das medições. Estes dispositivos determinam o peso total, o percentual e a quantidade de gordura corporal, a massa muscular e até mesmo a massa óssea. Embora as leituras podem ser afetadas por níveis de hidratação, ingestão de alimentos, temperatura da pele e outros fatores. A dica é você seguir as direções e realizar a leitura sempre em condições semelhantes para obter resultados mais precisos.

 

 IMC – Índice de Massa Corporal

 

IMC ou Índice de Massa Corporal, é um outro método de estimar o percentual de gordura corporal com base em simples medidas de peso e altura. Embora o cálculo IMC é uma medida indireta, mostra-se um indicador bastante confiável das medidas de gordura corporal na maioria das pessoas. Porém, alguns estudos ainda questionam a precisão do método IMC medição da gordura corporal, especialmente para atletas.

 

Peso e percentual de gordura ideais

 

O peso e taxa de massa magra vs. gordura ideal varia consideravelmente entre homens e mulheres além de variar de acordo com a idade, mas o percentual de gordura mínimo considerado seguros para uma boa saúde é de 5% para o sexo masculino e 12% para o feminino. O percentual médio de gordura corporal está entre 15 a 18% para homens e 22 a 25% para as mulheres.

Atletas tendem a ficar na faixa inferior desta escala devido à sua maior massa magra (massa muscular). Embora os baixos níveis de gordura corporal parecem estar relacionados à melhoria do desempenho e da composição corporal, por si só não são grandes preditores de sucesso desportivo. Um jogador de futebol americano, por exemplo, precisa ter suficiente massa corporal (massa magra e gordura) para gerar força elevada e evitar lesões. A gordura corporal entre os atletas de elite variam amplamente de acordo com o esporte praticado. Há pouca evidência de benefícios quando os homens mantém menos de 8% de gordura corporal e as mulheres menos de 14% de gordura corporal.

 

Qual o mínimo recomendável?

 

Embora a média de gordura corporal nos Estados Unidos e na Europa estejam aumentando, um percentual de gordura corporal extremamente baixo também é um problema de saúde. Por exemplo, triatletas do sexo feminino que perdem muita gordura durante treinos e competições sofrem aumento no risco de lesão, diminuem o desempenho e apresentam problemas de saúde.

As triatletas do sexo feminino apresentam freqüentemente os seguintes problemas de saúde:

• Distúrbios alimentares e baixa disponibilidade de energia.

• Distúrbios menstruais.

• Diminuição da massa óssea e aumento do risco de fraturas devido ao estresse e osteoporose.

Esta tentativa de reduzir a gordura corporal de maneira extrema não só conduz a uma diminuição no desempenho, mas pode levar a graves complicações de saúde. Deficiências nutricionais e desequilíbrio eletrolítico causados por baixo consumo de alimentos podem levar a um aumento do risco de fraturas, doenças, perda da função reprodutiva e graves condições médicas, como a desidratação. As complicações médicas podem envolver praticamente todos os órgão e incluir a função cardiovascular, reprodutiva, esquelética, gastrointestinal, renal e sistema nervoso central.

 

Qual o máximo recomendável?

 

Assim como muito pouca gordura corporal pode causar complicações fisiológicas, muita gordura corporal também é prejudicial. Para os homens com mais de 25% e mulheres com mais de 32% de gordura existe uma dramática correlação com doenças.

 

A composição corporal é genética?

 

Alguns aspectos de sua composição corporal são de origem genética (onde a gordura se armazena, por exemplo) mas a maioria está relacionada ao estilo de vida.

 

Posso alterar a composição corporal?

 

Sim. Para aumentar ou diminuir o seu percentual de gordura corporal você precisa para criar o equilíbrio certo no seu balanço calórico. Uma idéia inicial de como fazer isso é diminuir cerca de 500 calorias por dia de sua dieta e aumentar sua quantidade de exercício diário. Exercício aeróbico juntamente com musculação é o ideal.

~ por workout04 em abril 27, 2009.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: